Manuel do Carmo Peixeiro – 9

IX – Guy Fino e João Tavares

 O Assento de Óbito, n.º 258, refere a morte por esclerose do miocárdio, confirmando todos os seus dados familiares e a morada na Rua Guilherme Gomes Fernandes, São Lourenço, Portalegre, ainda que em nota anexa acrescente que residia na freguesia de Santo Amaro de Oeiras.

 

O Distrito de Portalegre de 3 de Outubro, na sua secção À Sombra da Cruz, trazia a notícia da morte do ilustre extinto:
Manuel do Carmo Peixeiro – Com 70 anos de idade, faleceu nesta cidade o Sr. Manuel do Carmo Peixeiro, natural da Covilhã, nosso estimado assinante. O extinto era diplomado em engenharia têxtil pela Escola de Roubaix. Foi o criador dos tapetes da Ponte da Pedra, no Porto, tapetes de Portalegre e fundador da fábrica das sedas da cidade. Pessoa de raras qualidades artísitocas, criou recentemente a indústria de tapeçarias murais decorativas, já bem conhecidas e que perdurará na história das artes em Portugal pela originalidade do ponto e seu poder decorativo. Era pai do Sr. Manuel Celestino Lopes do Carmo Peixeiro, funcionário da Shell Portuguesa, e das Sr.as D. Maria Emília Juzarte Lopes Peixeiro, D. Maria do Carmo Cid de Araújo Juzarte Lopes Peixeiro, D. Maria de Lourdes Cid Juzarte Lopes Peixeiro da Cruz Homem, D. Maria Teresa Juzarte Lopes Peixeiro Botelho de Miranda, D. Maria Filomena Juzarte Lopes Peixeiro e D. Maria de Jesus Juzarte Lopes Peixeiro, sogro da Sr.ª D. Amélia Zita da Silva Oliveira Peixeiro, e dos Srs. Eng.º Carlos Santos Redondo, Arquitecto António Tavares Lopes Cruz Homem e Dr. Manuel Gil Botelho de Miranda. Ontem realizou-se o funeral, desta cidade, para jazigo de família no cemitério de Oeiras. ‘O Distrito’apresenta à família enlutada sentidos pêsames.”
A Câmara Municipal de Portalegre, logo na sua sessão do dia 6 desse mês, lavrou na acta respectiva um voto de pesar pela morte deste ilustre cidadão.
A Acta n.º 37, relativa à reunião ordinária do executivo municipal, refere a presença do presidente, Manuel de Jesus Silva Mendes, do vice-presidente Francisco José Roseta Fino, e dos vereadores Emílio Gonçalves Mourato Moreira, Óscar Gonçalves Boavida Malcata, José Maria Ceia Júnior e Rui Roque Lopes, não tendo comparecido, justificadamente, os vereadores António Luís Leite de Sampaio Soares e Manuel Inácio Pestana.

 

Daí transcrevo: “O vice-presidente Francisco José Roseta Fino, referindo-se ao falecimento do senhor Manuel do Carmo Peixeiro, sugeriu que na acta desta sessão ficasse consignado o seguinte voto de pesar: ‘Com a morte de Manuel do Carmo Peixeiro perde Portalegre um dos homens que melhor soube apreciar o muito de belo que tem a nossa cidade e a nossa região. Nas suas actividades profissionais -a criação da indústria dos Tapetes de Portalegre e das Sedas de Portalegre- procurou sempre que elas fossem motivo de valorização para a cidade. Ainda no plano profissional a ele se deve a criação do ponto da tapeçaria portuguesa, base para uma indústria estética de alto nível em Portalegre. A sua sensibilidade artística levou-o a colaborar valiosamente, como membro da Comissão Municipal de Turismo de Portalegre, em diversas exposições nacionais, como a do Mundo Português em mil novecentos e quarenta, sempre com a preocupação de dar a conhecer, e da melhor forma, a vida da nossa região. Por tudo isso, proponho que na acta se consigne um voto de pesar pela perda deste grande amigo de Portalegre e do mesmo se dê conhecimento à família do extinto.’ A Câmara, por unanimidade, associou-se à proposta do senhor vice-presidente, que foi aprovada por unanimidade.”

 

No dia 8, o exemplar do jornal A Rabeca incluia a notícia da morte de Manuel Peixeiro, na secção Lutuosa: Manuel do Carmo Peixeiro – Aos estragos de lesão cardíaca, finou-se na passada quinta-feira, dia 1, o sr. Manuel do Carmo Peixeiro, de 70 anos, natural da Covilhã. Diplomado em engenharia têxtil o antigo industrial nesta cidade, onde fundara a Fábrica das Sedas que teve justa fama, foi também o criador dos Tapetes de Portalegre e da indústria artística de Tapeçarias murais decorativas, com larga projecção no País e no estrangeiro, em tudo revelando os seus excepcionais dotes artísticos. O saudoso extinto era casado com a sr.ª D. Maria de Lourdes Juzarte Lopes Peixeiro; pai do … (…) O cadáver foi conduzido para o cemitério de Oeiras, sendo ali depositado em jazigo de família. Deplorando o desaparecimento do prestante cidadão e grande amigo de Portalegre, apresentamos aos enlutados as nossas condolências.”
No dia 10 de Outubro, O Distrito de Portalegre publicou um dos mais notáveis e autorizados textos alguma vez escritos sobre Manuel Peixeiro. Foi seu autor o Dr. João Tavares.

 

PORTALEGRE
PERDEU UM VALIOSO AMIGO

MANUEL DO CARMO PEIXEIRO, nome que em Portalegre deverá sempre ser escrito com letras de caixa alta, ainda maiores do que aquelas que o tipógrafo agora aqui empregou, morreu em Portalegre no passado dia 1 de Outubro.
Morreu, mas ficou e ficará para sempre bem viva a sua memória para todos que tiveram a sorte de conviver e compreender o esclarecido espírito criador e artístico deste extraordinário HOMEM.
MANUEL PEIXEIRO, além de técnico muito competente era principalmente um ARTISTA.
Como tal, dotado de uma sensibilidade criadora que o levava a estar constantemente a congeminar ideias que pretendeu sempre pôr em prática, ligando-lhe o nome de PORTALEGRE.
Assim, aconteceu com os TAPETES DE PORTALEGRE,  de ponto da sua invenção e que ainda hoje conseguem ser os melhores que se fabricam no nosso país.
Tive eu a honra de, ainda rapazinho do Liceu, desenhar os primeiros TAPETES DE PORTALEGRE.
O mesmo com as famosas SEDAS DE PORTALEGRE, que em fabrico de seda natural rivalizavam e por vezes substituíam as melhores de origem estrangeira.
Aqui, a minha colaboração limitou-se apenas a ter o prazer de vestir algumas camisas feitas dessas maravilhosas sedas naturais que ainda hoje recordo com saudade.
Foi MANUEL DO CARMO PEIXEIRO que inventou o PONTO PORTUGUÊS das conhecidas TAPEÇARIAS DE PORTALEGRE, e foi ele ainda que, ensinando as primeiras operárias, criou nesta cidade esta admirável indústria artística.
Bastaria esta dádiva a Portalegre, para que todos nós, mesmo até os menos sensíveis, nos sentíssemos gratos pela grande prova de amizade com uma terra que, não sendo a sua, amou apaixonadamente.
Quis também MANUEL PEIXEIRO que fosse eu o primeiro a executar cartões para serem interpretados no seu novo ponto de tapeçaria.
Eu tive a sorte de ter MANUEL PEIXEIRO como um grande amigo e por isso muitas vezes, do que ele muito gostava, trocava impressões comigo sobre os seus anseios e novas ideias que tinha sempre em mente.
Por esta razão tenho conhecimento das últimas criações que MANUEL PEIXEIRO desejaria também dedicar a Portalegre: os MOSAICOS DECORATIVOS DE PORTALEGRE e os PARAMENTOS ARTÍSTICOS DE PORTALEGRE.
A doença que nos últimos anos o atormentava não lhe permitiu concretizar estas duas últimas criações, mas pelo que sei e vi delas posso da melhor maneira testemunhar em seu favor.
Se nem todos os empreendimentos de MANUEL PEIXEIRO tiveram a continuidade que felizmente tem a TAPEÇARIA, foi porque nem sempre teve a sorte de encontrar um dirigente esclarecido, sensível e apaixonado como Guy Fino, que como todos sabem tem, como Director da Manufactura de Tapeçarias de Portalegre, conseguido elevar-lhe o nível e dar-lhe expansão, impondo-a em todos os cantos do Mundo.
Mas, além dos empreendimentos indicados, a cidade de Portalegre deve ainda a MANUEL DO CARMO PEIXEIRO a influência constante que durante anos exerceu em todos com quem conviveu.
Além de Artista que era sempre, era um homem culto, acentuadamente educado e elegante em todos os momentos da sua vida e como tal obrigava os outros a compartilhar um pouco das suas raras qualidades.
Estas lições diárias, numa cidade como Portalegre, aonde os valores como MANUEL PEIXEIRO são infelizmente raros, não têm preço e só podem ser pagas com gratidão

João Tavares

 António Martinó de Azevedo Coutinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s