1 thought on “REL4

  1. Vim andando por caminhos que geralmente não conheço, o que me dá um imenso prazer:. Quando era miúdo pendurava-me nas “camionetas” do Sr. Murta e ia até à estação de Portalegre, simplesmente porque gostava de ver chegar e partir combóios. E toda a gente na cidade à minha procura. A minha mãe chorava, porque na altura tinham raptado o filho do Lindberg e o terror da família crescia em progressão geométrica. Então eu entrava em casa e ia para a varanda que dava para o largo de S. Tiago, brincar como se nada fosse comigo. “Mas onde é que tu estiveste?”
    Perguntavam-me com os dente cerrados—” Andei por aí–replicava” E foi assim, ou tinha que ter
    sido assim. Mais tarde, dei por mim a mandarem-me andar por aí a filmar, fotogafar ou falar com este ou aquele senhor ou acontecimento, sim, porque os acontecimentos também falam de uma
    maneira que dispensam intérpretes. E a andar cheguei ao teu blog,,,, Cá estou….Versalhes é
    perto, além ao pé daquele cabeço….tá a ver? Tou, obrigado amigo– disse eu ao velho aldeão.
    Um abraço
    Patricio Rodrigues
    PS–Faço “cartoons” envenenados—–mas só aqui para nós…..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s