Salvé, Clube Português de Banda Desenhada !

Cumpre-se hoje mais uma efeméride de data que não pode passar em claro, na indiferença e no cinzentismo das vulgaridades. Trata-se da fundação, em 1976, do Clube Português de Banda Desenhada.

Falar de uma instituição é lembrar os rostos e os nomes que lhe deram corpo e alma. Sem desejar repetir-me, pois por diversas vezes já aqui surgiu ensejo para semelhante referência, quero citar os “sete magníficos”, os homens a quem se deve a inspirada iniciativa de construir, do nada, o Clube: António Amaral, António Dias de Deus, Carlos Gonçalves, Jorge Magalhães, José Sobral, Vasco Rivotti e Vítor Péon.

cpbd 1

Aquilo que todos lhes ficamos devendo, sobretudo os apaixonados pela causa dos Quadradinhos, é inestimável. Sem destacar intervenções individualizadas, a acção do CPBD teve influência decisiva na alteração do panorama de compreensão e aceitação nacionais do fenómeno Banda Desenhada. Com algum atraso em relação ao envolvimento cultural europeu, com certas e qualificadas resistências, recrutadas nomeadamente nos campos da Literatura e da Pedagogia, a acção sistemática, esclarecida e corajosa dos militantes do Clube acabou por triunfar. Hoje, quando deparamos com o espaço e a dimensão entre nós merecidos pela BD, nem sempre é devidamente valorizada a acção decisiva desse punhado de pioneiros e daqueles que se lhes foram juntando, no fortalecimento de um espírito de cruzada mantido e ampliado das mais diversas formas, nos estudos e ensaios especializados, nas exposições públicas, nas campanhas, nos boletins, nos colóquios e nas conferências, nas recensões e nos índices, nos suplementos e nas secções regulares da imprensa, nas produções e edições, nos convívios e festivais, enfim, em toda uma vasta e diversificada panóplia de iniciativas que construíram a actual panorama nacional em torno da Banda Desenhada.logo

Sem o CPBD tudo teria sido diferente, para bem pior.

Obrigado, Clube Português de Banda Desenhada, com um abraço de gratidão aos seus membros com quem mantenho no quotidiano um mais frequente e cúmplice convívio de amizade, Carlos Gonçalves, Geraldes Lino, Jorge Magalhães e Leonardo De Sá, do

António Martinó de Azevedo Coutinho

 

1 thought on “Salvé, Clube Português de Banda Desenhada !

  1. Pingback: O ANIVERSÁRIO DO CLUBE PORTUGUÊS DE BANDA DESENHADA (CPBD) |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s