A BOLA fez setenta anos

Sbolasetenta anos são setenta anos e por isso merecem uma saudação.

A Bola é uma instituição nacional e uma referência na imprensa desportiva. Adaptou-se bem às novas tecnologias e renovou-se. Teve directores de excepção e um rol invulgar de jornalistas que faziam do culto pela língua a mesma profissão de fé que dedicavam ao conteúdo dos seus artigos. A Bola foi antologia e, para muitos, a Bíblia.

Mas aburguesou-se, perdendo independência e, sobretudo, isenção. É o que penso e confirmo sempre que, cada vez mais raramente, leio o jornal. Tal como acontece com outros órgãos de comunicação social, não o compro porque não aprecio a sua linha editorial. É um direito que, como cidadão, me assiste.

Mas setenta anos são setenta anos e por isso A Bola merece uma saudação.

De saudade, sobretudo.

 António Martinó de Azevedo Coutinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s