A solidariedade é uma arma

 c0

Por entre os ecos do inenarrável massacre cometido contra o Charlie Hebdo tem sido, a meu ver, cometida uma injustiça, esquecido um facto com real significado. Falo da activa solidariedade prestada ao seu colega por um outro semanário satírico francês, o Canard Enchaîné.

Este jornal é um dos mais antigos títulos da imprensa gaulesa actual pois foi fundado em 1915. A sua linha editorial tem sofrido algumas inflexões, sobretudo nos anos 60, em que desempenhou funções de investigação jornalística, tendo então revelado numerosos dossiers sociais escandalosos. Consideram alguns analistas que a publicação está ligada à luta pela protecção das fontes de informação dos jornalistas e representa uma forma de imprensa alternativa sem paralelo, tanto na França como no mundo.

O seu estranho nome –O Pato Acorrentado– é uma paródia ao diário L’Homme Livre O Homem Livre– editado por Georges Clemenceau, que era alvo sistemático da censura da época e por isso mudara o título para O Homem Acorrentado. Assim foi “baptizado” Le Canard Enchaîné, maliciosa alusão a tais factos…

c1

Composto de duas folhas de formato oblongo, forma 8 páginas impressas a negro e vermelho escarlate. O seu conteúdo habitual, entre textos e cartoons, privilegia os escândalos públicos, sobretudo os de natureza política, económica, judiciária e social. Dispõe de grande estabilidade no seu quadro redactorial, embora por ali tenham passado alguns dos nomes depois “transferidos” para o Charlie Hebdo. Acontece que, numa edição especial, em 14 de Janeiro passado, Le Canard Enchaîné prestou uma sentida e alargada homenagem aos mártires da sangrenta jornada anterior.

Com destaque para o cartoonista Cabu, um dos jornalistas assassinados que ali trabalhara, a quem dedicou capa e alusão de caixa alta na capa, Le Canard não deixou quaisquer dúvidas quanto à sua pública solidariedade. “Le Canard não precisava desta matança para sentir simpatia pelo Charlie, massacrado por armas de guerra por ter publicado desenhos satíricos” – afirmou no seu editorial –A hora é trágica, riemos!– o director Michel Gaillard.

c3 c4 c5 c6 c7

A resposta não se fez esperar: algumas ameaças anónimas logo chegaram ao jornal, todas sintonizadas num preocupante conteúdo, o de que tinha chegado a sua vez e que agora a arma do massacre dos jornalistas seria o machado.

Logo as autoridades reforçaram a segurança policial de Le Canard, tanto no edifício como nos arredores.

Vamos, pessoal, nada de desânimos! – é a frase que define o estado de alma da resistência ao terror.

Nesta homenagem de Le Canard Enchaîné a Cabu fica contido todo um programa de luta pela liberdade.angouleme

Acrescente-se que diversas outras homenagens ao Charlie Hebdo estão a marcar o célebre Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême, que arrancou ontem mesmo naquela cidade francesa.

O festival, o mais importante em todo o mundo, conta como de costume com várias exposições, lançamentos editoriais e obras em competição, mas a direcção decidiu dedicar parte da programação à liberdade de expressão e ao Charlie Hebdo.

Angoulême vai atribuir, a título excepcional, um Grande Prémio especial aoangouleme_jesuischarlie semanário, “pelo conjunto da obra“, e criou o Prémio Charlie da Liberdade de Expressão, para distinguir autores que lutem por preservar os valores fundamentais desse inalienável direito.

No festival estará também patente uma exposição dedicada ao Charlie Hebdo e será lançado o livro La BD est Charlie, com a participação de mais de 150 autores de BD e cartoonistas, entre os quais Milo Manara, Lewis Trondheim, Zep, Robert Crumb, Guy Delisle e Frederik Peteers.

 António Martinó de Azevedo Coutinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s