Poemas de Anthero Monteiro – seis

POESIA AM         

        SONETO com todos

neste primeiro verso tomo lanço
no segundo começo o devaneio
no terceiro prossigo  sem receio
no quarto prá segunda quadra avanço

no quinto é outra estrofe e eu vou de manso
no sexto continuo o meu passeio
no sétimo já estou mesmo no meio
no oitavo salto em frente sem descanso

no nono desço a escada para a base
no décimo até acho isto faceto
no undécimo é a derradeira fase

no décimo segundo outro terceto
no décimo terceiro já está quase
e agora fecho à chave o meu soneto

Anthero Monteiro
(inédito)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s