Poemas de Anthero Monteiro – dez

POESIA AMmahommat e a montanha

Mohammad e a montanha

chamava-se também mohammad
seduzia-o a montanha
e conhecia bem aquele provérbio
por isso achou razoável que dividissem
responsabilidades ele e ela
percorreu todo o caminho
até ao sopé do annapurna
e ficou à espera que o maciço
fizesse a sua parte

esperou  toda uma semana
mas a serrania era preguiçosa
como um mastodonte
ou então não conseguia mexer-se
com aquele pesado manto de gelo
e as articulações adormecidas

ao oitavo dia mohammad
deu mais dois passos em frente
e fez ecoar a voz por toda a cordilheira
exigindo resposta
à sua aproximação

num derradeiro esforço a serrania
começou a liquefazer-se
estendeu-lhe uma rápida passadeira branca
e abraçou-o até o envolver por completo
como um amante que se quer para sempre

foi assim num rompante que a montanha
foi ter com mohammad
chamemos a isso arrebatamento
outros lhe chamarão alude ou avalancha

Anthero Monteiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s