Amnistia Internacional – Maratona de Cartas

20-maratona-de-cartas

Maratona de Cartas

Este é o maior evento global de direitos humanos organizado anualmente pela Amnistia Internacional, no âmbito da data simbólica de 10 de Dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Durante esta campanha, milhares de pessoas por todo o mundo são convidadas a assinar ou a escrever cartas em defesa de indivíduos ou comunidades em risco. Desta forma, no início de Janeiro, todos os apelos recolhidos são enviados para as entidades competentes dos países a que se destinam.

Em 2015, foi conseguido o impressionante número de 3,7 milhões de cartas, mensagens, postais, emails, tweets, entre outras ações, enviados para os responsáveis pelos casos escolhidos a nível internacional. E resultou! Ao longo de 2016, alguns dos casos da Maratona conheceram desfechos felizes, como consequência das milhares de chamadas de atenção que receberam através da Maratona de Cartas. Temos como exemplo a libertação de Albert Woodfox, colocado em cela solitária onde, injustamente, passou 44 anos da sua vida, a libertação de Phyoe Phyoe Aung, uma representante de uma associação de estudantes em Myanmar, a libertação de Yecenia Armenta, no México, detida arbitrariamente e submetida a tortura para extracção de uma confissão.

Este ano, focamo-nos em quatro casos:

  • Annie Alfred (Malawi) – Annie nasceu com albinismo. No Malawi, acredita-se20-annie que o corpo destas pessoas tem poderes mágicos, pelo que elas são perseguidas e mortas por se crer que a posse de partes do seu corpo traz riqueza e boa-sorte. O comércio macabro de partes de corpos de albinos é também alimentado pela convicção de que os ossos destas pessoas contêm ouro. Vamos exigir que o Malawi proteja as pessoas com albinismo de homicídio.
  • Edward Snowden (E.U.A.) – Snowden potenciou um movimento global de defesa20-snowden da privacidade na era digital, ao divulgar um conjunto de informações sobre a existência de um sistema de vigilância global autorizado pelos Governos. Pela primeira vez em 40 anos, os E.U.A. aprovaram leis para controlar a vigilância governamental, e várias empresas dedicam-se agora muito mais à protecção da nossa informação pessoal. Vamos apelar para que Snowden seja perdoado, uma vez que agiu unicamente em defesa do interesse público.
  • Eren Keskin (Turquia) – Advogada e antiga directora de jornal, Eren Keskin tem20-eren sido uma voz crítica do Estado turco há décadas. Há 11 anos, um dos seus discursos enfureceu as autoridades, pois acusou o Estado de “assassinar uma criança de 12 anos de idade”. Por isto, foi condenada em 2014 por “insulto ao Estado turco”. Eren tem já mais de 100 acusações por falar livremente e denunciar abusos de direitos humanos na Turquia. Vamos exigir que Eren não seja presa, e que todas as acusações sejam retiradas.
  • Shawkan (Egipto) – Mahmoud Abu Reid (conhecido como Shawkan) estava a20-shawkan fazer o seu trabalho como fotojornalista ao cobrir uma manifestação a 14 de Agosto de 2013 no Cairo, quando assistiu e registou a intervenção brutal das forças policiais. Quando a polícia descobriu que Shawkan era jornalista, prenderam-no. Amarraram-lhe as mãos com cabos de plástico que acabariam por cortar a pele e ensanguentar os pulsos. Foi brutalmente agredido. Hoje, 3 anos depois, encontra-se detido na conhecida Prisão de Tora, no Cairo, e, embora tenha contraído Hepatite C, tem-lhe sido negado qualquer acesso a tratamento médico. “Fotografar não é um crime”, disse. Vamos apelar ao Egipto para retirar todas as queixas contra Shawkan e a libertá-lo imediatamente.

A sua assinatura tem o poder de contribuir para um mundo em que os Direitos Humanos são usufruídos em plenitude por cada vez mais pessoas, nomeadamente nestes casos que este ano apresentamos.

Colabore na Maratona de Cartas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s