mil novecentos e sessenta e um – dia 336

1961336-sabado-dezembro-02

Um interminável sábado, ainda por cima depois de outro dia inútil… E ainda falta mais um para o fim deste ciclo, que para a semana se repete. Hoje falei ao telefone com a Adrilete e com a minha mãe. Sempre deu para matar (ou agravar!?) as saudades. Ainda ponderei com a Adrilete ir ao Lousal no próximo fim de semana alargado mas decidimos deixar isso para outra ocasião, uma vez que alimentamos a esperança de pelo Natal nos encontrarmos em Portalegre. Tal havia de ser o azar para isso não acontecer!

Prometi para hoje comentar a Voz Portalegrense. Este jornal cumpre bem as suas obrigações e não larga o assunto eleições. Até rima e é verdade! Frente Nacional Interna em ritmo vivo, assim é o título de um artigo na primeira página, cujo teor facilmente se pressente mesmo sem o ler. Diz que toda a imprensa nacional e estrangeira realça a grande vitória de Salazar, fundador e animador do regime português.

Ao lado, o outro grande tema é Lisboa e a Ponte sobre o Tejo, onde se dá conta do próximo arranque da construção daquela que será a maior obra até hoje construída em Portugal.

Propriamente sobre Portalegre, temos a habitual secção A Cidade. Aqui, os principais destaques são as obras da Corredoura, quase prontas no que respeita ao betume das ruas e às calçadas dos passeios, com o devido reconhecimento à acção da Câmara Municipal; um serão de arte no Crisfal dedicado às vocações sacerdotais; a promoção do nosso amigo e colega do Liceu Manuel Elias a tenente da GNR e a sua colocação em Elvas; actividades da Mocidade Portuguesa, com relevo para a acção do dr. Armando Sampaio e do padre João Diogo; o Natal do Soldado que repetiu o já sabido pelo Distrito quanto ao peditório público.

Por fim, fiquei também a saber que o Jorge Branco e o António Eustáquio, dois amigos um pouco mais velhos que trabalham no Governo Civil e na Câmara, foram promovidos.

E pronto, quanto às novidades da Voz Portalegrense, foram estas.

Hoje já houve Diário de Lisboa.

Angola é parte integrante de Portugal como o Hawai ou o Alaska são partes integrantes dos Estados Unidos e todos os seus habitantes, pretos, brancos ou mestiços, gozam dos mesmos direitos políticos” – assim relembra uma declaração dos nossos representantes na ONU, que prova serem falsas as considerações do relatório da subcomissão sobre Angola. Não sei se isto resultará…

No terreno, foi reocupada a serra do Píngano, no Norte de Angola. Nunca tínhamos chegado a saber da sua ocupação pelos terroristas… Fiquei preocupado.

Os tais missionários norte-americanos que tinham sido presos por actividades em Angola foram hoje expulsos do País.

Também vem publicada uma lista de militares mortos em Angola, seis afogados no afundamento de um barco no rio Ucugo e mais três em combate. Nove mortos, caso dramático que há muito tempo não acontecia… Pelos visto, as coisas pioraram e muito.

As comemorações de ontem do Dia da Independência pela Mocidade Portuguesa também ocupam muito espaço no jornal, mas não se fala de Portalegre.

Continuam os ecos favoráveis ao pagamento do 13.º mês. Pudera!

Aqui e agora, vai terminar amanhã este longuíssimo fim de semana do 12.º mês…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s