mil novecentos e sessenta e um – dia 346

1961346-terca-dezembro-12

O deserto, aqui em Mafra, vai-se instalando. Já vou tendo saudades do período da instrução, porque então o tempo de exílio custava menos a passar. Esta semana ainda está no princípio, mas parece que começou há uma eternidade. Nada sabemos quanto ao futuro, quer o imediato quer a mais longo prazo. Nem vale a pena citar as conversas e os palpites de caserna que vão correndo entre a malta, tudo quase sempre desencontrado e contraditório, sem qualquer confirmação ou desmentido oficiais.

Faltam menos de 15 dias para o Natal. Esta é a única certeza a que temos direito. Jogar ao dominó, à sueca, ao ping-pong ou ao bilhar já chateia. Li entretanto todos os livros que tinha trazido de Portalegre. Já não há sítios por aqui para passear que a gente ainda não conheça. A monotonia está instalada e é geral.

Hoje chegaram de Portalegre tanto o Distrito como a Voz, mas ainda nem sequer os desdobrei. Tenho aqui o Diário de Lisboa à mão, pois as notícias da Índia têm absoluta prioridade.

Diz o jornal, tal como a rádio e a televisão. que todo o mundo está convencido de que a União Indiana empregará a força militar para se apoderar de Goa, Damão e Dio. Não há hoje qualquer alusão a recontros e a referência de ontem a mortos e feridos não dispõe de confirmação ou desmentido. No entanto, notam-se aqui e ali algumas contradições em diversas informações de distintas origens. Enfim, talvez não se saiba com absoluta segurança o que efectivamente estará a acontecer…

Não consta do jornal qualquer referência à situação em Angola, lendo eu esse silêncio como uma prova de normalidade. Espero e desejo não me enganar nesta suposição.

Quanto ao Katanga, agora é o governo de Tschombé que se opõe à evacuação dos estrangeiros ali residentes.

Uma vez mais, em minha opinião, o melhor do conteúdo de todo o Diário de Lisboa consiste no artigo do prof. Calvet de Magalhães, hoje sob o título Língua Pátria e desenho infantil.

Sinceramente, não me apeteceu abrir e ler o Distrito ou a Voz. Por isso, ficam para amanhã.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s