Contar e cantar Liberdade em Peniche

luaty-0

Luaty Beirão é um cantor e activista luso-angolano que quase todo o mundoluaty-1 conhece como um lutador em prol da liberdade de expressão, da luta contra a corrupção, em suma, na busca da Democracia. Engenheiro electrotécnico e economista, filho de um alto quadro do regime instalado na sua pátria por José Eduardo dos Santos, ele abdicou de um futuro tranquilo, arriscando a vida pelos seus ideais democráticos.

Preso injustamente em Junho de 2015 com mais 13 companheiros de luta, entrou luaty-2em greve da fome que suspenderia, sendo entretanto sujeito a um julgamento fantoche onde foi condenado a mais de cinco anos de prisão.

A enorme pressão da opinião pública internacional forçaria no entanto os (ir)responsáveis políticos angolanos à libertação do grupo de activistas democráticos, onde se incluía Luaty.

Foi ele que teve a coragem e a coerência de assim se apresentar publicamente em Angola, já lá vão uns bons seis anos:  Chamo-me Luaty Beirão, sou filho deluaty-3 João Beirão, o primeiro director da Fundação Eduardo dos Santos. Sou portanto, como me acusam, um filho do regime, mas não vejo porque isso me obrigaria a seguir a linha de pensamento do meu pai. Tenho o meu próprio cérebro“.

Temos, por todo o Portugal e também aqui em Peniche, lutado por Luaty e pelos seus companheiros, na solidária companhia que merecem. luaty-4Sobretudo no seio da Amnistia Internacional, tem sempre chegado até eles a nossa palavra de encorajamento e sobretudo a nossa afirmação de que não podem ser neles esquecidos os tão espezinhados direitos humanos. Os cidadãos que aqui têm doado a sua assinatura como um símbolo de solidariedade podem dispor da certeza de que não tem sido vã essa expressa e fraterna adesão às campanhas desencadeadas.

Neste blog, como mero exemplo, podem ser encontrados, até agora, cerca deluaty-5 duas dezenas de artigos e de cartazes informativos relativos a Luaty e aos seus companheiros de luta pela Democracia.

Estiveram Luaty Beirão e o seu companheiro Marcos Mavungo entre nós há escassos dias. Foi uma jornada intensamente vivida por todos os participantes que encheram, até à ultrapassagem dos próprios limites de lotação, o magnífico auditório da Escola Secundária de Peniche.

luaty-6O testemunho de vidas de doação a uma nobre causa, na prática quotidiana de  um autêntico e quase anónimo heroísmo, enfrentando uma violenta ditadura que não hesita na mais dura repressão, esse testemunho foi ali expresso com desconcertante simplicidade, pelos seus próprios protagonistas.

A prestigiante e activa presença de Pedro Neto, director da Amnistia Internacional Portugal, foi outro factor de valorização de um evento a todos os títulos notável, que terminou com uma justa confraternização alusiva aos cincoluaty-7 anos de fértil vida do Núcleo da Escola Secundária de Peniche daquela importante organização cívica.

Luaty Beirão e Marcos Mavungo puderam receber, como merecida retribuição pela sua estimulante mensagem, o solidário calor humano dos penichenses, na  maioria bastante jovens, que viveram inesquecíveis episódios autênticos de vivência prática dos direitos humanos, na convicção, na luta e na esperança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s