A Minha Cidade

A Minha Cidade é um interessante projecto editorial que pretende apresentar turisticamente uma comunidade vista através da sensibilidade e da capacidade comunicativa, pela imagem e pelo texto, de um seu natural ou residente.

A colecção conta com dois exemplares, Beja e Edimburgo e é uma iniciativa da editora Pato Lógico.

A Pato Lógico apresenta-se, a si própria, como um animal editorial que faz livros com pernas para andar, asas para voar e ideias que se viram para quem está para aí virado, o que não deixa de ser -formalmente- original.

O projecto editoral A minha cidade pretende apresentar cidades do mundo para desdobrar e descobrir pelos olhos, mãos e pés de ilustradores que as habitam. Cada título é composto por 1 mapa e 12 sítios ilustrados e descritos pelo ilustrador convidado, em formato de desdobrável.

O caso de Beja é desde logo significativo, tendo sido concretizado por uma jovem ilustradora local: Susa Monteiro.

Nascida em 1979, em Beja, aí reside. Estudou Realização Plástica do Espectáculo na Escola Superior de Teatro e Cinema, e cinema de animação no CITEN. Trabalhou no teatro e no cinema até 2009, ano em que foi inaugurada a Bedeteca de Beja e se realizou a 1.ª edição do Festival de Banda Desenhada com os quais Susa Monteiro passou a colaborar. Nunca mais regressou ao teatro passando a dedicar-se exclusivamente à ilustração e banda desenhada. Tem ilustrado para a imprensa (Visão, Público, Diário do Alentejo, etc), para livros (Oficina do Livro, Calendário de Letras, Abysmo, Pato Lógico, etc.) e ainda para cartazes. Expõe individual e colectivamente (tanto ilustração como banda desenhada), um pouco por todo o lado. É voluntária da associação Cantinho dos Animais de Beja desde 2009.

Para a Pato Lógico ilustrou o livro Azeredo Perdigão, da colecção Grandes Vidas Portuguesas. Depois, mostrou-nos uma forma muito pessoal de conhecer a sua cidade. No Jardim do Tribunal, Susa conversa com os amigos horas a fio; na Casa da Cultura, gosta de desenhar e apreciar a Primavera; e, na Biblioteca José Saramago, desenha e faz pesquisas para os seus projectos.

Numa capa-estojo contém-se o desdobrável onde Susa se passeia de bicicleta e a pé pela sua terra, os jardins, praças e bairros, edifícios emblemáticos, igrejas e monumentos. Na outra face da grande folha, desdobrada, fica um mapa personalizado, com os registos e as legendas que Susa entende necessários e indispensáveis para completar a apresentação/descrição da cidade alentejana.

O outro exemplar, remetendo-nos para a Escócia, revela-nos a Edimburgo de Marcus Oakely, que ali vive e trabalha. Na sua forma muito pessoal de mostrar a sua cidade, o ilustrador britânico natural de Norfolk faz compras na Jordan Valley, loja de produtos orgânicos de todo o mundo, perde-se nos corredores forrados de livros da livraria Armchair e vai ao cinema Filmhouse, onde decorre o Festival Internacional de Cinema de Edimburgo.

O seu estilo é diferente do utilizado por Susa, revelando inspiração de muitas fontes, contemporâneas ou antigas. É influenciado pelas harmonias e melodias de todos os géneros de folclore musical; pelas bucólicas tradições campestres; pela alegria de andar de bicicleta; pelos estímulos do chá; pelas geometrias estonteantes da arquitectura e do design e, acima de tudo, pelo fascínio de criar coisas.

Creio que este é um dos encantos da colecção onde, sujeito aos mesmos critérios, cada exemplar aceita o estilo e a marca do seu autor.

Vale a pena meditar sobre o projecto, uma forma diferente de criar utilitários guias de viagem, hoje tanto em voga.

E talvez deva acrescentar, sobretudo em função do interesse pelas “minhas” cidades, Portalegre e Peniche, uma pergunta: para quando um desenhador local se atreverá a concretizar o respectivo guia apto a integrar a colecção?

Aqui fica o desafio.

One thought on “A Minha Cidade

  1. É uma louvável inovação da maior utilidade. É uma honra para a cidade de Beja, ser pioneira nesta matéria.
    Não deve ser nada fácil elaborar um roteiro deste tipo, de forma tão simples e explícita.
    Deve levar muitos dias a preparar.
    Talvez a próxima cidade a ter um roteiro deste tipo seja Peniche elaborado por A.M.A.C.
    Fico a aguardar.
    J.E.Chagas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s