Hergé, Tintin e a Medicina – vinte e um

Os quadros 37 e 38 relacionam o álcool com Milou (sempre consumindo) e com Tintin (geralmente rejeitando ou criticando a sua utilização).

O quadro 39 mostra as razões pelas quais se associa Tintin com o hábito de consumir álcool.

O gráfico seguinte descreve as referências ao álcool, quer por consumo, rejeição, arrependimento ou repressão por parte de Tintin,  Haddock ou Milou, distribuídas por cada álbum da série. O gráfico pode quase reflectir um paralelo com o desenvolvimento evolutivo da série.

Uma explosiva aparição do capitão em Os Cigarros do Faraó contagia as outras personagens. Este facto faz com que o cão perca algum destaque.

Nos últimos álbuns, elaborados com a maturidade e a experiência ganhas por Hergé, as alusões ao consumo de álcool são menores e, inclusivamente, procura-se mesmo uma solução para evitar a sua ingestão.

O hábito de fumar

Pretendeu-se representar o consumo de tabaco em relação às personagens secundárias da série dado que o capitão Haddcok não apareceu no seu início e que Tintin e Milou são não-fumadores. Os dados são apresentados nos quadros 40 e 41. Nas primeiros álbuns as referências eram muito mais frequentes, diminuindo gradualmente ao longo da série. No gráfico seguinte é mostrado o tipo de tabaco fumado pelas personagens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s