João de Azevedo Coutinho e Peniche – treze

BREVES  DADOS  BIOGRÁFICOS  DE
JOÃO  DE  AZEVEDO  COUTINHO – II

1892 – 6 de Agosto João de Azevedo Coutinho casa, em Portalegre, com D. Maria Inês de Barahona Castel-Branco, filha de Inácio Cardoso de Barros Caldeira Castel-Branco Barba Mouzinho e Matos e de D. Maria José de Barahona Fragoso Cordovil da Gama Lobo.

1892 – Durante alguns meses, João Coutinho publica narrativas e crónicas, sobretudo sobre temas de História e Etnografia, em “O Mundo Português” e na “Revista do Exército e da Armada“.

1893 É publicada a sua primeira obra de fundo: “Do Nyassa a Pemba – Os territórios da Companhia do Nyassa – O futuro porto comercial da região dos lagos”.

1983 – 23 de Junho – Nasce o seu primeiro filho, Manuel.

1896 – 17 de Dezembro Vai comandar voluntariamente a companhia de guerra de Marinha enviada a combater os namarrais.

1897 – 8 de Abril – É nomeado Governador do distrito da Zambézia, tendo comandado novas operações militares, para além da função administrativa.

1897 – 1 de Maio – João Coutinho é oficialmente louvado pelo Comissário Régio Mouzinho de Albuquerque.

1899 É nomeado Oficial às ordens, honorário, de Sua Majestade D. Carlos I, que entretanto lhe atribuíra mais uma comenda da Ordem da Torre e Espada.

1901 – 22 de Março – Nasce mais um filho de João Coutinho, de nome Francisco Eduardo.

1902 – 24 de Maio João de Azevedo Coutinho toma posse, novamente, do governo da Zambézia.

1902 – 18 de Julho Assume o comando da coluna do Barué, determinando a primeira ordem de marcha para o dia seguinte, por via fluvial.

1902 – 30 de Outubro João Coutinho manda publicar a ordem de dissolução da coluna do Barué, esforçando-se por fazer aí  a devida justiça ao brio e valor das forças que tivera a honra de comandar.

1904 Publica o volume “A Campanha do Barué em 1902”.

1904 – Dezembro – João de Azevedo Coutinho é agraciado com a Legião de Honra francesa.

1905 – 20 de Fevereiro Toma posse do Governo Geral de Moçambique, que servirá com zelo e inteligência.

1905 – 1 de Dezembro Recebe o título de Conselheiro.

1908 – 9 de Fevereiro É nomeado Governador Civil do Distrito de Lisboa.

1908 – 24 de Abril – São-lhe concedidas as honras de Ajudante de Campo de Sua Majestade El-Rei o Senhor D. Manuel II.

1909 – 11 de Abril – É nomeado Ministro da Marinha e Ultramar no governo de Sebastião Teles.

1909 – 14 de Maio É exonerado a seu pedido do cargo de Ministro da Marinha e Ultramar.

1909 – 22 de Dezembro – É nomeado Ministro da Marinha e Ultramar no governo de Veiga Beirão.

1909 – 24 de Janeiro – É publicada no “Diário do Governo” uma portaria assinada por João de Azevedo Coutinho, visando a profunda reorganização da administração colonial, baseada numa larga autonomia e considerando as justas aspirações e a concessão local de liberdades…

1909 – 17 de Junho – É assinado um importante e vultoso contrato entre o Estado Português e estaleiros italianos, para o fornecimento dos primeiros submarinos à Armada.

1910 – 26 de Junho É exonerado a seu pedido do cargo de Ministro da Marinha e Ultramar.

1910 A quando da implantação da República, João de Azevedo Coutinho é Lugar-Tenente de D. Manuel II.

1910 – 25 de Novembro Por decreto, é reformado com a graduação do posto de Capitão de Fragata da Marinha.

1910 É eleito deputado.

1910 Publica “A questão do álcool de Angola: proposta de lei”.

António Martinó de Azevedo Coutinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s