Portalegre RN, o Paraíso Serrano, na Rede Globo

Resenhas do RN é a designação de um programa de divulgação turístico-cultural da Inter TV Cabugi, que passa na Rede Globo do Rio Grande do Norte. Uma apresentadora, Manu Pessoa, percorre locais do Estado, faz entrevistas, mostra sítios, relata actividades e depois são compostos programas para a TV. A intenção declarada é a de fazer viagens à História do Rio Grande do Norte, incidindo no passado como no presente, com projecção de futuro, revelando o desenvolvimento económico e cultural, assim como a tradição e personalidades locais.

Assim aconteceu, recentemente, com Portalegre RN. Nos dias 13 e 14 do passado mês de Junho, as equipas de filmagem estiveram na cidade e, na manhã de 17 de Agosto, toda a região apreciou o resultado da reportagem.

O programa dura apenas meia hora, tempo manifestamente insuficiente para abordar os atractivos da Portalegre brasileira. Ainda assim, os pontos abordados são interessantes.

A partir do Hotel Portal da Serra, revela-se um pouco do magnífico nascer do sol, sobre o sertão. Na praça principal, com a igreja matriz por fundo, o guia turístico Paulo Fonseca faz uma breve alusão à fundação da cidade e a alguns factos significativos do seu rico passado histórico. Marcksuel Oliveira, director da Casa de Câmara e Cadeia, acompanha e ilustra a jornalista acerca do edifício, seu historial a actual função museológica e cultural.

Uma visita ao sítio do Pega permite um fascinante contacto com uma das comunidades quilombolas da região, através de D. Aldizes Bessa, líder da comunidade que depois mostra, com as companheiras, um pouco da tradicional Dança de São Gonçalo.

O Mirante da Serra, de onde se goza uma deslumbrante panorâmica, serviu de cenário para a saborosa apresentação de uma especialidade gastronómica local, onde não podia faltar a castanha de caju. O chef Josélio Queiroz foi o competente intermediário.

Pelo pôr-do-sol, na Ponta da Serra, o juvenil duo Valdecimara (voz) e Marina (violão) delicia-nos com a sua harmonia ainda mais valorizada pelo deslumbramento mágico do crepúsculo tropical.

Chega-se ao fim e sabe a pouco. Quem, como me acontece, conhece e aprecia tantas e tantas outras maravilhas ali disponíveis e agora “esquecidas”, fica à espera de mais, muito mais…

De qualquer forma, para os portalegrenses de cá que já ali estiveram, será reconfortante rever aqueles sítios e pessoas. Para quem não conheça Portalegre do Brasil, o programa criará certamente vontade de a visitar.

Aqui fica, portanto, uma “amostra” de Portalegre do Rio Grande do Norte, o Paraíso Serrano.