Tintin milionário

Desenho da capa do primeiro livro de Tintin vendido por um milhão de euros

O desenho original da capa do primeiro livro de aventuras de Tintin, assinado por Hergé e publicado em 1930, foi há dias vendido num leilão em Dallas, nos Estados Unidos, por cerca de um milhão de euros.

O anúncio foi feito pela leiloeira Heritage Auctions, que indicou à Agência France Presse (AFP) a venda, por 1.125.000 dólares (988 mil euros), do desenho de Hergé, pseudónimo do cartoonista belga Georges Remi, criador do personagem que correu o mundo.

Publicado a 13 de Fevereiro de 1930, o desenho mostra o repórter Tintin a percorrer o país dos sovietes, sentado no tronco de uma árvore, tentando moldá-la, de forma a usá-la como hélice do seu avião, enquanto é observado por Milou, o seu fiel cão.

A mesma fonte indicou à AFP que a ilustração, a lápis e a guache, “é a mais antiga, e das poucas raras capas nas mãos de um privado“, mas as identidades do vendedor e do comprador não foram reveladas.

Desde Janeiro de 1929, Hergé publicou as aventuras de “Tintin no País dos Sovietes” todas as semanas no “Le Petit Vingtième“, suplemento para crianças do jornal belga “Le Vingtième Siècle“.

Face ao sucesso daquela banda desenhada, Tintin passaria de 8 a 16 páginas do suplemento, e o álbum destas aventuras, o primeiro da história da personagem, seria publicado meses depois, em Setembro de 1930.

A maior parte das capas de álbuns antigos de Tintin estão no Museu Hergé, em Louvain-la-Neuve, na Bélgica.

09 Junho 2019
MadreMedia/Lusa