António Aleixo faria hoje 120 anos

António Fernandes Aleixo nasceu em Vila Real de Santo António no dia 18 de Fevereiro de 1899, portanto há precisamente 120 anos, hoje mesmo cumpridos.

Foi um inspirado poeta popular, certamente o de maior relevo entre nós. Afirmando-se pela ironia e pela crítica social sempre presente nos seus versos, António Aleixo também é recordado como homem simples e humilde.

Embora semi-analfabeto, deixou como legado uma obra poética singular no panorama literário português da primeira metade do século XX.

No emaranhado de uma vida cheia de pobreza, mudanças de emprego, emigração, tragédias familiares e doenças, na sua modesta figura de homem ressalta o perfil de uma personalidade rica, vincada e conhecedora das diversas realidades da cultura e sociedade do tempo em que se situou. Do seu percurso de vida fazem parte profissões como tecelão, polícia e servente de pedreiro, trabalho este que, como emigrante, exerceu em França.

De regresso ao seu Algarve natal, estabeleceu-se em Loulé, onde passou a vender lotaria e a cantar as suas produções poéticas pelas feiras portuguesas.

Faleceu vítima de tuberculose, em 16 de Novembro de 1949.