TOADA DE PORTALEGRE – José Régio por Ricardo Ribeiro

Há cerca de um ano, em 26 e 28 de Novembro de 2016, coloquei neste blog duas notas sobre um espectáculo musical que decorria em Lisboa.

Foi no Teatro Municipal São Luiz, de 24 a 26 Novembro de 2016, que se ouviu a Toada de Portalegre de José Régio, evento inserido na comemoração do 5º Aniversário do Fado como Património da Humanidade. Assim, na Sala Luis Miguel Cintra, com música original do compositor Rabih Abou-Khalil, canto por Ricardo Ribeiro e percussão de Jarrod Cagwin, a Orquestra Metropolitana de Lisboa foi dirigida pelo maestro Jan Wierzba numa original interpretação da imortal obra poética de José Régio.

Não pude deslocar-me por essa altura a Lisboa, como gostaria, pelo que fiquei aguardando, em vão, uma natural edição discográfica do concerto. Acontece que a RTP 2 retransmitiu mais tarde um seu registo, facto que não foi do meu conhecimento. Felizmente, alguém mais atento teve a generosidade de aproveitar o universalista instrumento cultural que é o Youtube para divulgar tal gravação.

É possível, assim, aqui partilhar o invulgar evento que concretizou um anunciado sonho de Ricardo Ribeiro, uma autêntica e bem vincada personalidade do canto nacional.

Valeu a pena esperar tanto tempo para podermos agora desfrutar daquela que jugo ser a mais original interpretação do magistral poema de José Régio. Da clássica e hoje histórica declamação de Villaret, curiosamente também no mesmo São Luiz nos anos 70, chega-se hoje ao inspirado canto de Ricardo Ribeiro, que certamente o autor gostaria de ouvir…

Sem mais, nos próximos e encantados setenta minutos, aqui ficam os sons “arábicos” de uma canção invulgar, por onde perpassa a saudade imensa da terra distante e do seu imortal poeta…