um nome para uma praça

CAMPANHA: “QUAL O NOME QUE VOCÊ SUGERE PARA A PRAÇA DE EVENTOS DE PORTALEGRE.”

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA CAMPANHA

O objectivo desta campanha é estimular a criatividade dos participantes e incorporar à praça de eventos um nome que seja popularizado e relacionado com a cultura Portalegrense. Os nomes sugeridos serão analisados por uma comissão formada por membros das Secretarias Municipais.

A escolha será baseada nos seguintes parâmetros:

– Inovação: refere-se ao nome mais criativo, inovador, que esteja relacionado com os objectivos do uso do espaço que está inserida a praça de eventos.

– Objectividade: nomes curtos, ou longos que estejam adequados ao local.

– Exclusividade: nome único/original.

Observação: Não serão analisados pela comissão nomes de pessoas e/ou nomes de cunho religioso.

Os participantes poderão sugerir os nomes através das redes sociais da Prefeitura: @prefeituradeportalegrern pela fanpage: Prefeitura Municipal de Portalegre.

Para que seja analisado o nome sugerido, o participante deverá identificar-se.

*SUGIRA O NOME COMENTANDO NA PUBLICAÇÃO*

CAJU AGRO FEST em Portalegre RN

Em meados do próximo mês de Novembro, vai realizar-se em Portalegre RN mais uma edição, a terceira, da CAJU AGRO FEST. Meses antes, a equipa responsável pelo evento tem vindo a reunir-se para planear devidamente a festa.

Ainda recentemente, na tarde do passado dia 11 do corrente, essa equipa, alguns Secretários Municipais, gestores e colaboradores contaram com a activa presença do Prefeito Neto da Emater, na sala de reuniões do Centro Admnistrativo da cidade. 

Conhece-se já a programação musical do evento, que abrange áreas como o Turismo, a Cultura e a Economia, incluindo uma Feira de Negócios e um Festival de Gastronomia. 

Deve destacar-se o facto de a festa coincidir com a inauguração da Nova Praça de Eventos de Portalegre RN, importante melhoramento local. Demos há pouco notícia do início dos trabalhos de construção desta estrutura comunitária, pelo que a sua próxima abertura pública confirma o dinamismo que caracteriza o progresso da bela cidade serrana do Rio Grande do Norte. Que contraste com o que se passa por cá!…

Parabéns, Padre Dário!

Passa hoje mais um aniversário natalício do Padre Dário Torboli, vigário paroquial na cidade de Portalegre RN.

Italiano, nascido na cidade de Arco de Trento, há 89 anos hoje cumpridos, cedo sentiu o Padre Dário uma forte inclinação missionária. Em Janeiro de 1971 partiu para o Brasil e percorreu algumas paróquias até chegar, cinco anos depois, a Portalegre RN. Aqui ficou até hoje, tornando-se uma personalidade incontornável na vida da comunidade.

Em 2005, quando comemorou os 50 anos de sacerdócio, veio à Europa, matar saudades da sua terra natal. Na oportunidade do seu regresso ao Brasil, não quis perder a oportunidade de visitar a Portalegre portuguesa, irmã da que ele tanto ama no Rio Grande do Norte.

Foi em Setembro de 2005, cumprem-se agora 14 anos.

Tenho pelo Padre Dário enorme amizade, assim como uma infinita admiração pela sua obra pastoral, emanação de uma forte e segura personalidade, que irradia convicção e serena confiança.

O Padre Dário é muito estimado na sua paróquia e tem recebido sucessivas homenagens a propósito de gratas efemérides que se vêm repetindo.

Espero em breve abraçá-lo ao vivo, uma vez mais. Entretanto, no pretexto de hoje, em mais um aniversário da sua longa e fértil vida, desejo-lhe saúde para prossecução de uma obra apostólica que continua a precisar da sua superior orientação.

Os portalegrenses seus amigos, de ambos os lados deste mar imenso que nos une, estão consigo!

Portalegre RN, o Paraíso Serrano, na Rede Globo

Resenhas do RN é a designação de um programa de divulgação turístico-cultural da Inter TV Cabugi, que passa na Rede Globo do Rio Grande do Norte. Uma apresentadora, Manu Pessoa, percorre locais do Estado, faz entrevistas, mostra sítios, relata actividades e depois são compostos programas para a TV. A intenção declarada é a de fazer viagens à História do Rio Grande do Norte, incidindo no passado como no presente, com projecção de futuro, revelando o desenvolvimento económico e cultural, assim como a tradição e personalidades locais.

Assim aconteceu, recentemente, com Portalegre RN. Nos dias 13 e 14 do passado mês de Junho, as equipas de filmagem estiveram na cidade e, na manhã de 17 de Agosto, toda a região apreciou o resultado da reportagem.

O programa dura apenas meia hora, tempo manifestamente insuficiente para abordar os atractivos da Portalegre brasileira. Ainda assim, os pontos abordados são interessantes.

A partir do Hotel Portal da Serra, revela-se um pouco do magnífico nascer do sol, sobre o sertão. Na praça principal, com a igreja matriz por fundo, o guia turístico Paulo Fonseca faz uma breve alusão à fundação da cidade e a alguns factos significativos do seu rico passado histórico. Marcksuel Oliveira, director da Casa de Câmara e Cadeia, acompanha e ilustra a jornalista acerca do edifício, seu historial a actual função museológica e cultural.

Uma visita ao sítio do Pega permite um fascinante contacto com uma das comunidades quilombolas da região, através de D. Aldizes Bessa, líder da comunidade que depois mostra, com as companheiras, um pouco da tradicional Dança de São Gonçalo.

O Mirante da Serra, de onde se goza uma deslumbrante panorâmica, serviu de cenário para a saborosa apresentação de uma especialidade gastronómica local, onde não podia faltar a castanha de caju. O chef Josélio Queiroz foi o competente intermediário.

Pelo pôr-do-sol, na Ponta da Serra, o juvenil duo Valdecimara (voz) e Marina (violão) delicia-nos com a sua harmonia ainda mais valorizada pelo deslumbramento mágico do crepúsculo tropical.

Chega-se ao fim e sabe a pouco. Quem, como me acontece, conhece e aprecia tantas e tantas outras maravilhas ali disponíveis e agora “esquecidas”, fica à espera de mais, muito mais…

De qualquer forma, para os portalegrenses de cá que já ali estiveram, será reconfortante rever aqueles sítios e pessoas. Para quem não conheça Portalegre do Brasil, o programa criará certamente vontade de a visitar.

Aqui fica, portanto, uma “amostra” de Portalegre do Rio Grande do Norte, o Paraíso Serrano.

Portalegre no Rio Grande do Norte

O Município de Portalegre destaca-se em recente ranking de governança municipal relativo a 2018, ficando no 5.º lugar no Rio Grande do Norte, entre 167 Municípios.

A Cidade de Portalegre, localizada no alto oeste do Rio Grande do Norte, conseguiu uma excelente colocação no Índice de Governança Municipal (IGM) do Conselho Federal de Administração (CFA).

O Índice de Governança Municipal (IGM) foi lançado em 2016. Ele está apoiado na avaliação da gestão pública em três grandes pilares: Gastos e Finanças Públicas, Qualidade da Gestão e Desempenho.

Os 10 Municípios com melhores índices, por ordem, foram: Passa e Fica (7,77), Santa Cruz (7,77), Goianinha (7,59), Lajes (7,55), Portalegre (7,54), São José do Seridó (7,51), Jucurutu (7,49), Acari (7,44) Cruzeta (7,41) e Rodolfo Fernandes (7,31).

Não deve surpreender este excelente resultado, pois deriva da boa política da gestão municipal e da consequente cooperação da comunidade. O Largo dos Correios tem-se feito eco de -apenas- algumas realizações da Prefeitura de Portalegre RN, seriamente empenhada numa activa dinâmica de progresso sustentado, com evidente e estimulante êxito.

Parabéns a Portalegre RN!

Artesanato de Portalegre RN

Loja de artesanato de Portalegre RN

A loja de artesanato dos artesãos de Portalegre RN está localizada no quiosque do Espaço Cultural Cantofa e Jandi e Casa de Câmara e Cadeia, no centro da cidade. Os portalegrenses e os turistas estão convidados a conhecer e adquirir peças de artesanato confeccionadas manualmente pelos artesãos do município.

Recebe apoio do Grupo de artesãos, da Casa de Câmara e Cadeia e da Prefeitura de Portalegre RN.

Trata-se de uma pequena nota que nos chega dos confins do Rio Grande do Norte, no imenso Brasil.

Conheço Portalegre RN desde 1004 e, desde então, voltei lá por três vezes, a última em 2011, a quando dos solenes festejos dos 250 anos da sua fundação.

Desde a primeira oportunidade até hoje aquilo que pude presenciar directamente como tudo o que tenho sabido pelas notícias e pelas imagens me leva à conclusão de que aquela pequena comunidade tem crescido de forma ordenada e muito consistente, sempre com visão de futuro.

Quer o ordenamento e crescimento da sua urbanização, quer a organização interna da sua administração ou a valorização dos recursos humanos, produtivos e patrimoniais da comunidade, todos os sectores têm vindo a ser cuidados de forma dinâmica e permanente. Sendo o turismo uma das suas potenciais fontes de atracção, todas as diversas vertentes deste sector são objecto de atenção coordenada. É o caso presente, na sequência do há pouco noticiado quanto a uma nova feira, ou mercado semanal, de inegável sucesso.

O artesanato local de Portalegre RN, agora disponibilizado de forma organizada, beneficia a cultura e a economia locais, incentivando os artesãos e constituindo mais um exemplo a juntar a tantos que se têm vindo a acumular no rumo do progresso sustentado e equilibrado da comunidade portalegrense potiguar.

Parabéns a Portalegre RN, minha terra brasileira!

entre duas fotografias…

Aqui há dias o Manuel Isaac colocou nas redes sociais uma fotografia onde constamos. Nesta costa do nosso Oeste, onde o vento faz parte da “mobília”, ele colheu uma “selfie” que partilhou.

O Manuel e a sua família de há muito se habituaram a vir por estes lados, sobretudo a Peniche que muito apreciam, naqueles dias que a folga do trabalho lhes permite. Para mim, nestes anos de “exílio”, isso constitui uma autêntica dádiva, pois permite-me um “regresso” afectivo embora fugidio a sítios, rostos e factos que a memória para sempre guardará.

O já tradicional convívio anual com estes amigos, curto e intenso, representa momentos que marcam uma grata diferença nas minhas rotinas.

A Rosalina foi minha colega na Escola Superior de Educação de Portalegre, enquanto o convívio e a amizade com o Manuel aconteceram nas aventuras jornalísticas, e não só!, do saudoso Fonte Nova. O “e não só” engloba episódios marcantes como, por exemplo, a “descoberta” da Portalegre irmã no Brasil e, sobretudo, com o Aurélio Bentes, as primeiras idas a esses sítios fascinantes.

Sítios e acima de tudo pessoas. E agora, a fotografia também relembra e celebra estes sítios e pessoas.

Sou um crítico das redes sociais pelo uso e abuso que infelizmente delas é feito com impressionante e reincidente frequência. Isto não anula, bem pelo contrário, as suas inegáveis e quase incríveis potencialidades. Agora confirmadas.

Fiquei imensamente sensibilizado com as numerosas manifestações de carinho de que fui alvo. Vindas dos amigos de Peniche com quem convivo e, sobretudo, dos amigos de Portalegre que não me esqueceram apesar do tempo e da distância, as mensagens disponibilizadas neste pretexto são sinal claro de que a fraternidade continua como um valor universal. Obrigado.

O mar, dominador na imagem, constituiu uma simbólica continuidade que atingiu a outra margem do mundo, no brasileiro Rio Grande do Norte. É que dali chegaram, igualmente, mensagens de amizade. Natal e Portalegre RN confirmaram-se como outras sedes da mais autêntica fraternidade. Espero, em breve, retribuir com um efectivo e afectivo abraço essas provas de amizade agora recebidas. Obrigado.

Quero responder ao Manuel Isaac e aproveitar este pretexto para isso.

Tal como amor com amor se paga, fotografia com fotografia se replica.

Esta tem algumas diferenças, ainda que formais. É interior, ao abrigo das protectoras paredes de Santa Clara, em Portalegre, no passado Inverno (nota-se pelo capote alentejano!), sem “selfie” (o intermediário está presente mas inactivo) e sem vento, como se confirma pelo impecável penteado do Manuel. O meu é idêntico…

O que permanece é a amizade. E não é mesmo, de longe, o mais importante!?