como é possível!?

O secretário especial da Cultura do Brasil, Roberto Alvim, citou trechos de um discurso do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, em informação veiculada pelo departamento, ontem mesmo, 5ª feira (16.Jan.2020).

A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”.

Esta fala tem absolutas semelhanças com o discurso de Goebbels feito em 8 de Maio de de 1933, no hotel Kaiserhof, em Berlim (Alemanha), para directores de teatro.

A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objectiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos [potência emocional] e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”, disse então Goebbels, segundo o livro “Joseph Goebbels: Uma biografia” (Ed. Objetiva), de 2014, escrito pelo historiador alemão Peter Longerich.

Depois, mais tarde, o fulano continua assumindo a frase e o conteúdo, que subscreve… Como é possível!?